Sabia que os anúncios PPC (pago por clique) não foram uma invenção da Google?

Quando se fala de anúncios PPC (pago por clique), muitas pessoas pensam imediatamente em Google, principalmente devido à grande popularidade do Adwords.

Divi WordPress Theme

No entanto, não foi a Google que inventou o PPC.

A invenção do PPC é devida a Bill Gross, fundador da Goto.com, que mais tarde passou a denominar-se Overture, e que foi vendida à Yahoo por 1,6 mil milhões de dólares (em 2003).

 

Um pouco de história

Em finais de 1998 a Google Inc. já estava formalmente criada (com Larry Page como CEO e Sergey Brin como Presidente).

Mas a verdade, é que no início do ano de 2001, a Google ainda não tinha um plano de negócios viável para ganhar dinheiro.

Larry Page estava concentrado em criar o melhor serviço de busca domundo, e a sua “teimosia” em não colocar publicidade no seu motor de busca, fez com que a Google tivesse passado 3 anos muitos complicados em termos financeiros, e só por mero acaso a empresa não foi parar às mãos de outros gigantes como a Yahoo, Excite ou Microsoft.

Pois é, e se isso tivesse acontecido, provavelmente hoje não existiria a Google tal como todos nós a conhecemos.

 

O advento do PPC

A Goto.com de Bill Gross foi fundada em finais de 1997, e pode dizer-se que foi uma empresa que esteve “à frente do seu tempo”.

Em finais do século passado vivia-se a “era dos portais”, em que players como a Yahoo, Excite e Altavista dominavam o mercado. Nessa época a busca era encarada como um acessório, até para mais porque o objetivo dessas empresas era manter os visitantes dentro do próprio portal o maior tempo possível. Ora, o motor de busca poderia levar os visitantes para fora do portal , e por isso não era do interesse dos portais desenvolver resultados de busca.

Nesta altura a publicidade através de banners dominava o mercado, e o SPAM estava a apoderar-se dos resultados dos motores de busca. Foi então que “Gross se apercebeu que havia uma diferença entre bom tráfego – que se converte em consumidores pagantes ou utilizadores leais de um serviço – e tráfego indiferenciado: pessoas que eram levadas a um site por causa de SPAM, maus negócios de colocação de banners em portais ou fracos resultados dos motores de busca (1). ”

Em Fevereiro de 1998, Gross apresentou a Goto.com, (na famosa conferência TED, em Monterey, Califórnia), um motor de busca em que os resultados eram geridos não por um crawler imparcial, mas antes por quem quer que pagasse mais para ficar associado à palavra-chave ou frase inserida no motor de busca (1).

Em meados de 1999, a rede de anunciantes ultrapassou ou 8000, e o motor servia mais de 100 milhões de pesquisas por mês, das quais 10% resultavam em cliques úteis (cliques pagos). Por esta altura, em que a Google ainda não era claramente um modelo que merecesse debate, Gross já tinha posicionado a sua Goto.com como a empresa nº1 para vencer na busca paga (1).

Agora para resumir a história:

Em finais de 2000, a Goto.com fez uma parceira com a AOL, tendo pago 50 milhões de dólares para consorciar as suas listagens com o site da AOL.

Cerca de 1 ano depois, a empresa muda o nome para Overture, que refletia como a empresa encarava a sua missão essencial: fazer apresentações pagas (overtures) entre visitantes dos seus sites clientes e a sua vasta rede de anunciantes.  Por esta altura a empresa já tinha um modelo de negócio em tudo semelhante ao que é hoje o Adwords da Google.

anuncios PPC quem inventou

O grande erro é que a empresa preteriu / eliminou o site de destino Goto.com, enquanto site de destino de buscas, lugar esse que depressa foi ocupado pelo Google. De fato, apenas 3 meses depois da Goto.com ter mudado de nome, o Google acabava de cruzar mais de 10% de todas as buscas.

Nesse mesmo ano (2001), Gross encontrou-se com Page e Brin (da Google) para lhes sugerir a fusão das 2 empresas numa parceria que lhe pudesse ainda concretizar o seu sonho de criar o definitivo site de destino de busca, mas os 2 fundadores da Google recusaram, dizendo que a Google nunca se envolveria com uma empresa que misturava os anúncios pagos com os resultados orgânicos.

Durante algum tempo, Gross ainda pensou que a sua Overture estava a salvo, mas no início de 2002 a contradição veio ao de cima: a Google anunciava o lançamento do Adwords (o seu modelo de pagamento por clique).

 

Conclusão

A Overture processou a Google por violação de patente, caso esse que ficou resolvido por acordo celebrado nas vésperas do lançamento da oferta pública inicial da Google, que aconteceu em Agosto de 2004.

O Adwords é hoje em dia um negócio de milhares de milhões, e constitui a maior fonte de receitas da Google.

 

(1) Retirado do Livro “The Search: Como o Google mudou as regras do negócio e revolucionou a cultura”, da autoria de John Battelle.

Author: Carlos Vieira

Empreendedor Digital

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os 10 websites que mais lucram com o Google Adsense | Blog do Sucesso - [...] certamente sabe, cada keyword tem um CPC (Custo por Clique) diferente. Há keywords com valores de CPC de 0.05€…

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *