6 infrações mais comuns da política e termos do serviço do Google Adsense

Nem todo o tipo de conteúdo online pode ser monetizado com anúncios do Google Adsense, e quer seja por desconhecimento ou pela simples ânsia de ganhar mais alguns cliques, muitos webmasters acabam por violar os termos do serviço do Google Adsense, situação que no limite poderá levar à suspensão da sua conta Adsense.

Divi WordPress Theme

Quando criei a minha conta do Google Adsense, eu simplesmente não li os termos e política do programa (e penso que 99% das pessoas também não o faz), sendo que acabei numa situação ou outra por cometer pequenas infrações, e receber avisos do Google para remover os anúncios Adsense das páginas que não cumpriam os requisitos do programa. Tal como o Google avisa, a remoção dos anúncios deve ser feita no prazo de 72 horas (3 dias), porque caso o webmaster não o faça poderá ficar com a sua conta bloqueada.

 

6 infrações mais comuns da política e termos do serviço do Google Adsense

1. Conteúdo adulto

Esta é a infração mais comum dos termos do serviço do Google Adsense. A maioria dos webmasters sabe que sites com conteúdo adulto não podem ser monetizados com Adsense, no entanto, alguns acabam por infrigir as regras porque em certas situações é discutível se o conteúdo é ou não adulto.

O que o Google aconselha é que seja usado o bom senso. Para saber se uma determinada página ou post poderá ser considerado conteúdo adulto, pense se você se sentiria confortável vendo esse conteúdo em público ou na presença de crianças. Se considerar que o conteúdo em causa pode gerar algum tipo de desconforto então o melhor é não arriscar e simplesmente não colocar Adsense.

 

2. Conteúdo protegido por direitos de autor

A Google diz que os webmasters não podem usar Adsense em sites que contenham conteúdos para os quais estes não tenham permissão de distribuição ou monetização. Aqui se inserem os sites de download ilegais, que distribuem ilegalmente filmes, música, ebooks, sofware, jogos, etc. Além disso, se o seu site linkar para sites deste tipo, você também não poderá monetizá-lo com Adsense.

 

3. Diretrizes de qualidade para webmasters

Sites de baixa qualidade, ou seja, sites que tenham apenas artigos copiados ou conteúdos retirados de outros locais da web, não podem ser monetizados com Adsense. Para poder usar Adsense, o seu site ou blog deve apresentar algo de único para quem o visita. Por exemplo, imagine um blog cujo conteúdo se resume a vídeos retirados do You Tube. Acha que pode ser monetizado com Adsense?

A resposta é: não, uma vez que um site desse tipo não acrescenta nada de novo, e por isso viola os termos do serviço.

Agora, se você escrever um texto para enquadrar cada um dos vídeos, aí você já criou algo único, algo de novo, e nesse caso já é permitido o uso de Adsense.

 

4. Encorajamento de cliques

Você não pode clicar em seus anúncios Adsense nem encorajar outros a fazê-lo. Isso é ilegal, além do mais é egoísmo e burrice, sendo que a longo prazo pode prejudicar todo o “ecossistema Adsense”, incluindo você mesmo e os outros webmasters.

Você pode pensar que isso não faz mal, que as empresas têm muito dinheiro, que uns cêntimos a menos para elas é igual… Mas lembre-se que as empresas apenas continuam pagando por anúncios se tiverem o retorno. Se não houver retorno elas abandonam o Adsense e procuram outras formas de publicidade mais rentáveis. E se isso acontecer em larga escala, a competição por anúncios Adsense será menor, o CPC baixa e você, eu e os restantes webmasters vamos ganhar muito menos com o Adsense.

 

5. Implementação dos anúncios Adsense

Os anúncios Adsense não podem ser confundidos com o conteúdo, nem com outros links do site, nem estar alinhados com imagens. Tudo o que contribua para induzir o visitante em erro, infringe as regras do Adsense.

 

6. Modificações no código do anúncio

Os webmasters não podem alterar os códigos dos anúncios, não podem exibir os anúncios em “caixas deslizantes” que tapam o conteúdo, não podem servir os anúncios através de emails ou softwares, entre outras.

Existem muitas estratégias maliciosas para obrigar os visitantes a clicar nos anúncios, e uma das que me chamou mais a atenção foi a seguinte:

Infrações mais comuns às regras do Adsense

Neste caso, o webmaster reduziu o formato do anúncio (o anúncio é aquele quadradinho verde que se vê na imagem), e colocou-o mesmo em cima do botão play do vídeo. Ora, quem visita esta página é porque quer ver vídeo, e para visualizar o vídeo obrigatoriamente vai ter que clicar no botão play armadilhado. Ao fazer isso o visitante clica, sem querer, no anúncio adsense.

Podemos pensar que essa é uma grande técnica para aumentar os ganhos com o adsense, mas na realidade não é. Um esquema desse tipo vai gerar um CTR anormalmente elevado e fazer disparar os “alarmes da Google”. A burla será facilmente detetada e o webmaster terá a sua conta bloqueada. Este é um dos casos em que o crime não compensa.

 

Estas são as infrações mais comuns às regras do Adsense, e para terminar este artigo apenas me urge dizer o seguinte:

Na vez de desperdiçar tempo aprendendo técnicas para tentar burlar o sistema Adsense, use esse tempo para desenvolver bons websites e/ou blogs, artigos de qualidade, conteúdos que os usuários gostem, artigos que ajudem a responder aos problemas das pessoas, informação que as pessoas procuram e precisam, etc. – Se fizer isso eu garanto que você vai ganhar dinheiro com o Google Adsense e sem preocupação de ser banido(a).

Espero que este artigo tenha sido interessante para você, e até à próxima!

Author: Carlos Vieira

Empreendedor Digital

Share This Post On

Trackbacks/Pingbacks

  1. Google anuncia que o preço médio por clique (CPC) dos anúncios Adsense caiu 11% face ao ano anterior - - […] A Google revelou também que o preço médio por clique (CPC dos anúncios Adsense) caiu 11% face ao ano anterior.…

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *